Sábado, 3 de Julho de 2004

Borboleta

Com as tuas asas coloridas
Abres caminho entre as rosas,
Azáleas, Margaridas
Flores não aladas
Que relembram, por inveja,
O teu passado de crisálida...

Não temes o teu coração de borboleta
É novo, pois tinhas antes um coração de crisálida
Sabes que os mortais não te podem entender
O teu idioma alado é muito tenro, intenso,
Transborda de sentimento
Poderoso na sua fragilidade
Ligeiro quando se converte no vento,
Confunde a vaidade humana,
Mas os maravilha também

Busca a experiência,
Mas não deixa que ela te iluda,
Não deixes que te empurrem de volta ao casulo
O mundo ficaria mais cinzento, sem cor, sem vida sem a tua presença
Já aprendi a contemplar as paisagens,
As pessoas e a vida
Através dos vitrais das tuas asas
Não me deixes perder o colorido,
Crer que a esperança é um mito
E a bondade, Loucura demais

Vai minha borboleta,
Observa cada flor,
Aprende toda a essência dela
Extraia todo o néctar
Oferece ao mundo a tua cor,
Poliniza os corações com sonhos
com coragem, com vida
Mas não deixa de ser o que sempre és
Beleza,
Encanto
E poesia,
Uma linda história de amor

Blue Heaven
publicado por ppovoa1 às 01:19

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Blueyes40 a 3 de Julho de 2004 às 23:54
Enquanto houverem corações apaixonados, não acabarão os poetas. E tu, Rosália, e teu marido já deram provas que são apaixonados e poetas.
Agradeço a ti, Rosália, por me teres elogiado de uma maneira que me causou emoção. Oxalá vocês e eu sejamos sempre amigos e habitemos neste mundo com imensa vontade de escrever o que nos vai na alma sem nunca perder a calma. Beijinhos
De Roslia Sousa a 3 de Julho de 2004 às 23:38
Na vida de cada ser humano, todos passamos pela fase da crisálida, antes de nos transformarmos nas borboletas que, independentemente da idade, vagueiam por este mundo pelo tempo de vida que lhes é atribuído. A maravilha de tudo isto é no entanto reforçada quando a essa transformação já de si esplendorosa surge aliada a capacidade de transcrever em palavras singelas os mais soberbos e fulgurantes sentimentos, que é o que tu fazes de uma forma absolutamente encantadora. Do muito de crisálida e de borboleta que há em ti, tens o poder de transformar e tocar a vida de todos aqueles com que interages, directa ou indirectamente. Nunca a percas... seria algo terrível para todos nós, que te amamos tanto. Por isso, não tenhas medo de ir ainda mais longe e de voar até onde os ventos do destino quiserem. Como tantas vezes me dizes, ousa sonhar e ser diferente. Ousa ser feliz, sempre na certeza de que estarei ao teu lado para te apoiar, até ao mais ínfimo pormenor... tão somente porque te amo e te admiro, como meu namorado, marido, amante, amigo e confessor. Amo-te muito... nunca o esqueças! Agora voa... e deixa que o sonho te guie, hoje, sempre e até ao fim dos nossos dias.

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Quero sussurrar

...

...

...

...

...

...

...

...

...

arquivos

links

Selo do Blog

Frases e Poemas

Código do selo



(Use Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)


Adicionem-me ao vosso mail

Fui Destaque no Azoriana Blog
Destaque na
Leitura do dia
blogs SAPO

subscrever feeds